sábado, 30 de julho de 2016

Resumo sobre as Plantas Vivazes

As plantas vivazes são plantas que duram vários anos mas que não acumulam ramos de madeira, contrariamente aos arbustos e às árvores. É por isso que se chamam perenes. Encontrará uma variedade extraordinária de flores e de folhagem, mas também bagas, além de cores de Outono. É impossível não as ter no jardim !



Antes de plantar...
A palete de plantas vivazes é tão grande que tem que pensar qual o efeito que deseja obter. Algumas são conhecidas como sendo fáceis de cultivar (as ásters, por exemplo), outras pelo seu tamanho grande (as eulálias ou Miscanthus) e outras ainda, pela sua floração sem igual (como as gaura). Há também pequenas jóias muito frágeis, belas, como as orquídeas ou com uma cor muito distinta. Experimente-os se já tem alguma experiência, mas se é principiante escolha valores seguros.
Todas as cores e todas as folhagens são possíveis: faça a sua escolha associando vários tipos. Algumas vivazes têm tendência a crescer em tufos densos e apertados como o lírio da Sibéria enquanto que, outros se espalham em tufos largos e podem mesmo ser invasivas como a neve-na-montanha (Aegopodium podagraria 'Variegata'). As plantas vivazes grandes podem servir de sebe sazonal (desaparecem no Inverno), ou podem preencher a parte detrás de um maciço. As mais pequenas devem ser colocadas na frente dos maciços ou junto do pé dos arbustos, para cobrir o solo. Chamam-se “cobertura” porque têm tendência a espalhar-se, como por exemplo, os gerânios vivazes.




Na altura de plantar
A melhor época para plantar as vivazes é na Primavera ou no Outono. Num clima quente é preferível plantar no Outono para que os indivíduos se instalem durante a época de repouso. Nos outros sítios, plante na Primavera depois de terem passado as geadas. É preferível plantar quando a planta ainda está a hibernar: os vasos grandes com plantas em flor que encontramos à venda dar-nos-ão efeito imediato mas não serão elas que nos darão maior satisfação, acredite !
Desfazer o torrão não é tão crucial para as plantas vivazes como o é para as árvores e os arbustos. Como não produzem ramos, as raízes não vivem muito tempo sendo depois substituídas por outras. No entanto, com solo argiloso ou pobre é preferível espalhar as raízes no fundo do buraco de plantação pois assim ficam mais em contacto com a terra. Enriqueça a terra com substrato: as plantas vivazes adoram isso. Mas evite o estrume não decomposto que as faz apodrecer. Para as mais gulosas, que formam caules grandes ou folhas grandes, dê-lhe um pouco de fertilizante no fim do Inverno.


Cuidar delas
No Outono, as plantas vivazes gostam que lhes coloquem uma camada de folhas mortas no solo à volta delas. Limpe-as no fim do Inverno quando os rebentos jovens se formam na base dos caules velhos. Cuidado com o ataque das lesmas que roem os rebentos tenros. Um produto anti-lesma feito à base de fosfato férrico, respeita a fauna e o ambiente, mas será de grande utilidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário